flacidez abdominal pós-parto

flacidez abdominal pós-parto

Flacidez abdominal pós-parto

flacidez abdominal pós-parto. Valorizar e cuidar do corpo é imprescindível para a saúde, para o ego e para a autoestima do ser humano. Um pouco mais para as mulheres, que tratam com tanto cuidado e dedicação de suas curvas e de sua vaidade.

Uma grande etapa na vida de uma mulher é a gestação. Que por nove meses, além de ter que nutrir seu próprio corpo, cuida, abriga e nutri o de um ser que nem ao menos viu o rosto. Durante esse processo, a autoaceitação é essencial.

As mudanças são extensas tanto internas (no organismo e psicológica), como externa (com a mudança do corpo).

Observar uma vida crescendo dentro de você é magnifico, porém, não se pode deixar levar apenas pela emoção e esquecer do seu “eu”. Os cuidados devem ser redobrados, e os pequenos detalhes valorizados.

Mudanças pós-parto na mulher

Um dos maiores casos ocorrentes após o nascimento do bebê é o de depressão pós-parto, que é causado pelas mudanças ocorridas no corpo. Estrias e celulites dão as caras, e a flacidez mostra a força do período gestativo. Traços que podem marcar a vida de uma mulher e inferiorizar sua autoestima.

Por quase 40 semanas (algumas até por mais tempo), os órgãos femininos são transformados e sofrem uma visível alternância. Os seios crescem, o corpo incha, músculos, ligamentos e a pele esticam, podendo chegar de 77 á 155cm. Mutação que acontecem durante e após a gestação.

A recuperação do corpo no pós-parto é gradativa. Alguns organismos fazem o corpo voltar mais rápido, como outros demoram um pouco mais. Para evitar futuros traumas, e consequências com o corpo, existem alguns cuidados para se tomar antes e depois do nascimento do bebê. Atenção com alimentação, uso de óleos, cremes e a prática de exercícios são alguns dos itens primordiais durante a gestação que podem ajudar na volta do corpo ao estado normal.

Manter uma alimentação saudável e beber muita água, além de hidratar o corpo, pode ajudar a combater os radicais livres, que são átomos presentes em nosso organismo que danificam células sadias. Ingerir uma grande quantidade de frutas, legumes, alimentos com vitaminas A, C e E, e alimentos ricos em proteínas e colágenos, podem auxiliar a sustentação dos tecidos do corpo. É importante evitar frituras, refrigerantes, açúcares e gorduras saturadas em excesso.

Entre 40 e 60 dias após o parto, é indicado a volta á pratica de exercícios físicos. Que também são permitidos durante a gestação, mas sem que haja agressão, nem muito esforço. Exercícios revigoram e ajudam no processo do pós-parto.

Atividades ao ar livre e caminhada são indicados enquanto gestante. Já exercícios que fortaleçam os músculos, a área abdominal, e exercícios aeróbicos ajudam no processo de volta do abdômen.

Tratamentos estéticos também são muito utilizados para a volta do corpo

Temos a Radiofrequência, que é um tratamento seguro e eficaz, que gera calor no tecido subcutâneo, induzindo novas fibras de colágenos que produz um novo aspecto a pele. E a drenagem linfática, técnica famosa e eficaz, acelera o sistema linfático e elimina as toxinas e líquidos responsáveis pelo inchaço.

Há também cirurgias. Mas, como o corpo esta passando por um processo de grandes mudanças que continuam acontecendo após a gestação, é indicado que se deve esperar ao menos 12 meses. A lipoaspiração é o processo mais indicado para flacidez. Ela remove a pele em excesso trazendo uma aparência natural.

 

Comentários via Facebook

Comentários via Facebook

Autor: Blog Saúde Mais

As informações, dicas e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos e outros especialistas.

Compartilhe este artigo no

2 comentário

  1. Bom Dia,

    que texto caprichado!

    Eu sei o quão legal fazer posts frequentes!

    Tenho escrito sobre o Projeto Mamãe Sarada no site Amigas e Mulheres

    Beijos!

  2. Olá, Cristina
    Muito obrigada.
    Vi seu site, Parabéns.

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *